Visita de estudo

No dia 25 de Fevereiro participámos numa visita de estudo no âmbito das disciplinas de Ciências Naturais e História. Nesta conhecemos 3 locais:

1. Monumento Natural das Pegadas de Dinossáurios das Serras de Aire e Candeeiros

2. Grutas de Mira d’Aire

3. Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota.

No primeiro local vimos um filme sobre como descobriram as pegadas, vimos as pegadas de dinossáurios e aprendemos que foram deixadas por dinossáurios herbívoros, os saurópodes, que passaram pela região há cerca de 175 milhões de anos, no Jurássico. Nesta altura, o clima era quente, húmido e com vegetação exuberante. Aprendemos que estes trilhos de saurópodes são os maiores e os mais antigos do mundo, mas também dos mais bem conservados, sendo compostos por mais de 1000 pegadas. Nas grutas aprendemos que estas são uma das 7 maravilhas de Portugal e, de facto, são muito bonitas. Foram descobertas em 1947 e abertas ao público em 1974. Têm 11 km de profundidade, mas apenas são visitáveis 600 metros, a uma temperatura constante de 17oC.
Observámos várias formações características, como estalactites, estalagmites e vários pontos de água, como o Lago Negro, que algumas pessoas acreditam concretizar desejos, por isso atiram moedas. Por fim visitámos o Centro de interpretação da Batalha de Aljubarrota. Esta batalha ocorreu no dia 14 de Agosto de 1385, no Campo de S. Jorge, perto de Aljubarrota. Os portugueses e os aliados ingleses, comandados por D. João I e por Nuno Álvares Pereira, combateram os castelhanos e seus aliados. Os portugueses tinham 6500 homens e 800 besteiros contra 31 mil homens, mas acabaram por vencer. Em agradecimento pela vitória, construiu-se o Mosteiro da Batalha. Para adquirirmos mais conhecimentos sobre a Batalha de Aljubarrota, observámos um filme e vimos uma
exposição com as armas e armaduras que os soldados usavam e ossos de combatentes com fracturas provocadas pelo combate.

Nuno, Pedro Braga e Pedro Sena Olena e Tiago

(7ºH)

%d bloggers like this: